Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Bombeiros Voluntários de Rio Maior

Bombeiros de Rio Maior

Em 26 de Setembro de 1892 a empresa de Lisboa ‘Henriques & Gomes’ por intermédio de António Henriques decide oferecer à ‘Sociedade Progresso Filarmónica’ uma bomba de incêndios manual. Logo foram destacados 20 sócios para operar com a bomba e assim se forma a primeira corporação de ‘bombeiros’. Em 19 de Março de 1897 a ‘Sociedade Filarmónica Riomaiorense’ passou a estar dividida em duas secções: os bombeiros e a filarmónica. Em 3 de Maio de 1898 foi dada emancipação aos bombeiros intitulando-se somente ‘Bombeiros Voluntários’ e o agrupamento musical ‘Banda Marcial’.
Em 8 de Maio de 1899 a ‘Junta de Paróquia da Freguesia de Nossa Senhora da Conceição’ cede aos Bombeiros Voluntários um terreno por de trás da ‘Capela das Almas’. Assim se começou a erguer o edifício da ‘Associação de Bombeiros Voluntários’ tornando-se na principal associação riomaiorense.
Com o decorrer do século XX o quartel dos bombeiros foi ficando com pouco espaço para albergar todo o equipamento e com as dificuldades de mobilidade das viaturas inerentes a estar localizado no centro histórico de Rio Maior.
Assim foi com muito sacrifício mas com todo o merecimento que em 19 de Maio de 1996 é inaugurado o novo e actual quartel sede dos Bombeiros Voluntários de Rio Maior, ficando as anteriores instalações para os Escuteiros.




Imagem do antigo quartel dos bombeiros e actual sede dos escuteiros.
Foto do Quartel dos Bombeiros Voluntários de Rio Maior, datada dos primeiros anos da República.
Foto da sede da Associação dos Bombeiros Voluntários, após obras de restauro efectuadas em 1931.

Para mais informações sobre os Bombeiros Voluntários de Rio Maior, consultar o site

Sem comentários:

Enviar um comentário