Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 30 de março de 2012

Parque do Gingarrel

 
Em Correias, Outeiro da Cortiçada, foi recentemente requalificado um espaço público ao qual foi atribuido o nome de Parque do Gingarrel.
Foi criado assim um bonito jardim, mas que é mais do que uma simples área verde. No espaço de 2300m2, existe um lavadouro público, casas de banho, um parque infantil, uma fonte, um churrasco, um pequeno anfiteatro, um ecoponto, muitos bancos de jardim, relva e árvores.
Normalmente quando se tenta juntar muita coisa numa só, o resultado final não é muito bom, mas este Espaço Público ficou funcional, acessível, harmonioso e aproveitou muito bem o terreno.



 
O projecto é da ‘Happy Tree Design – Arquitectura’ e foi adjudicado em Junho de 2009, sendo que a obra ficou concluída em Maio de 2010.

 
As duas fotos seguintes, mostram a fonte e o lavadouro originais, antes da intervenção.



O parque foi inaugurado no dia 30 de Junho de 2012, contando com a presença da Presidente da Câmara Municipal de Rio Maior, Isaura Morais. Também esteve presente o Presidente da Junta de Freguesia, Raul Bouzada Pinto.
O custo total da obra, terá rondado os 130.000€.

domingo, 25 de março de 2012

50 Anos da Freguesia de Arrouquelas.

Comemorou-se hoje em Arrouquelas, os 50 anos desta Freguesia.
 
Um dos pontos altos, foi a homenagem realizada aos fundadores da Freguesia, com a colocação de uma pedra no edifício da Junta na qual os seus nomes estão gravados. Os fundadores foram: António José Madaleno, Henrique José Fialho, Joaquim Coelho Fialho, Manuel Martinho Vitorino, Manuel Rosa Ataíde, Marcelino Relveiro Bom e Mário Relveiro Sena.

 
A Freguesia de Arrouquelas, foi criada por desanexação da Freguesia de São João da Ribeira, no decreto de 19 de Fevereiro de 1962.

quinta-feira, 22 de março de 2012

Parque de Estacionamento do Complexo Desportivo

O Parque de Estacionamento do complexo Desportivo de Rio Maior é um projecto de 2006 de ‘Joana Luz Atelier de Arquitectura Paisagista’ e contou com a colaboração dos ateliers de Adelino e Neuparth.
O parque de estacionamento conta com 113 lugares disponíveis e está localizado junto à Rotunda Sá Carneiro e à Escola EB1 Marinhas do Sal.

 
O parque de estacionamento aproveita bem o declive do terreno, necessitando apenas um pouco mais de manutenção para não entrar em decadência prematura.

 
Para a criação do parque de estacionamento, a Câmara Municipal teve de expropriar os terrenos, avaliados então em 74.390€. O problema foi que o proprietário recorreu para a Justiça por não concordar com o montante pelo qual estava a ser ressarcido e recentemente um tribunal veio dar-lhe razão estipulando uma indemnização de 450.000€ aproximadamente.

terça-feira, 20 de março de 2012

Vistas sobre Rio Maior

Ficam de seguida algumas fotos das vistas sobre Rio Maior que se obtêm dos seus pontos mais elevados.





domingo, 18 de março de 2012

Painéis a Ruy Belo

 
Nas celebrações do 79º aniversário do nascimento do poeta Ruy Belo, no passado dia 27 de Fevereiro, foram inaugurados 2 painéis de azulejos em São João da Ribeira e um graffiti na Biblioteca Municipal de Rio Maior.
Esta iniciativa, fica bem justificada numa expressão usada pela vereadora Sara Fragoso, referindo-se ao facto da poesia não acontecer quando está fechada em livros. “Ela só se concretiza quando sai para a rua e encontra eco na boca, nos olhos e no coração de quem passa”.

O primeiro painel de azulejos, com um poema do poeta, encontra-se no Centro Cívico de São João da Ribeira.

 
O segundo painel encontra-se na parede exterior da Esplanada Típica também em São João da Ribeira (junto à Igreja Matriz).

 
O graffiti pintado na fachada da Biblioteca Municipal é de autoria do artista plástico riomaiorense, Cristiano Neves. O objectivo deste graffiti é ser polémico e tenta criar a ilusão da mensagem ter sido pintada por um “vândalo esclarecido” que partilha com toda a cidade uma exigência de Ruy Belo.


Pode saber mais sobre Ruy Belo em:

terça-feira, 6 de março de 2012

Agregação de Freguesias em Rio Maior.

Está em curso o processo de agregação de Freguesias.

Há quem esteja a favor, há quem seja contra. Há quem diga que existe um número excessivo de Freguesias e que isso deriva de um tempo em que a mobilidade das pessoas era muito difícil. Há quem afirma que ao se suprimirem Freguesias se está a perder a identidade das terras e a se perder a vantagem da proximidade com os fregueses.
A verdade é que o processo de agregação de Freguesias parece inevitável e que as diversas Assembleias Municipais vão ter de decidir até Julho deste ano sobre quais as Freguesias dos seus Concelhos que devem de ser agregadas.

Numa sugestão inicial, definia-se que os indicadores a usar para a agregação de Freguesias deveriam ter em conta o tipo de Freguesia (rural ou urbana), a densidade populacional e a distância à sede de Concelho.
No Concelho de Rio Maior, treze Freguesias são APR (Área Predominantemente Rural) e só uma, Rio Maior, é APU (Área Predominantemente Urbana).

De seguida, listo as 6 Freguesias do Concelho de Rio Maior que inicialmente foram apontadas como candidatas a serem agregadas:
- Arruda dos Pisões (Dista 8,981km e segundo os censos de 2011 tem 404 habitantes)
- Azambujera (Dista 14,728km e segundo os censos de 2011 tem 457 habitantes)
- Vila da Marmeleira (Dista 12,034km e segundo os censos de 2011 tem 441 habitantes)
- Ribeira de São João (Dista 7,071km e segundo os censos de 2011 tem 495 habitantes)
- Malaqueijo (Dista 11,178km e segundo os censos de 2011 tem 437 habitantes)
- Assentiz (Dista 11,203km e segundo os censos de 2011 tem 424 habitantes)

Resta esperar pela decisão da Assembleia Municipal de Rio Maior.