Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Dia das Bruxas - Halloween


O dia das bruxas é um evento tradicional dos países de expressão inglesa, mas que tem vindo a se enraizar também em Portugal.
O termo ‘Halloween’, tem o seu primeiro registo no ano 1745 e deriva da contração do termo escocês ‘All Hallows Even’ que significa véspera de Todos os Santos.
Quer se goste, quer não, parece que este evento veio para ficar e cortar a abóbora de forma a parecer uma cara medonha contendo uma luz no seu interior já se tornou hábito em algumas casas de Rio Maior.

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Fonte da Abrunheira em Quintas, Rio Maior

 
É a Fonte da Abrunheira, pois segundo se diz, antigamente existiam na zona muitos abrunhos.
Para quem não conheça, não é fácil dar com a fonte, pois esta encontra-se numa estrada de terra batida. A fonte está nas coordenadas 39º18’44’’N, 8º53’’50’’W.
A fonte foi construída em 1925 e restaurada em 1997. A arquitetura da fonte é muito bonita e pouco usual por estas zonas. Merece uma visita, quanto mais não seja, pelo passeio.



domingo, 28 de outubro de 2012

Fonte das três Bicas, em Rio Maior


Fonte das três bicas do Rio Maior.
 
 
É considerado que a nascente do rio Maior é no local designado por Bocas, embora também seja referido por várias entidades que a nascente do rio Maior é na Fonte das Três Bicas.
O facto é que a nascente do rio Maior se deve a um conjunto de nascentes, localizadas na terminação Sul do sistema aquífero do Maciço Calcário Estremenho e que drenam parte da água contida na Serra dos Candeeiros.
A nascente mais espetacular, é a das Bocas de Rio maior que pode atingir caudais elevados, mas cujo período de atividade é curto.
Existem oito outras nascentes com caudais mais reduzidos, mas mais regulares: Fonte da Oliveirinha, Fonte Peidinho, Fonte Galega, Fonte das três Bicas, Poço do Lagar, Rebentão, Fonte dos Marmelos e Fonte das Travessas (as 5 primeiras localizam-se na margem direita e as restantes três, na margem esquerda do rio Maior).

 
Fui visitar a Fonte das Três Bicas que fica na Quinta do Jogadouro, mesmo ao lado do antigo mosteiro beneditino.
A fonte encontra-se coberta por silvas e canas, estando em mau estado de conservação.
Apesar de há já duas semana chover com muita frequência, inclusiva com trovoada, a fonte está seca e olhando para o rio, este também está no mesmo estado.

 
É de constatação imediata que o leito do rio está cheio de vegetação e outros detritos que em caso de grande caudal pode impedir o deslocamento da água e provocar que o rio saia do seu leito, causando inundações.
Mas o principal problema do rio é este não ser. Por outras palavras, para um rio existir é necessário ter água.
Embora as causas possam ser muitas, a enorme plantação de eucaliptos que cobre toda a margem direita do rio Maior, não ajuda a que a água se infiltre no solo e consiga alimentar o rio.
A imagem seguinte, mostra parte da extensa plantação de eucaliptos com o leito do rio Maior a passar no lado direito e o esqueleto do velho moinho do Virgínio no lado esquerdo.


Claro que a plantação de eucaliptos a cerca de 70 metros da fonte, cumpre a distância mínima legal, mas qualquer cultura de rápido crescimento, principalmente na fase em que está jovem e crescendo rapidamente, tem um alto consumo de água do solo e por essa razão, é necessário ter cuidados especiais para se preservar as nascentes de água.
Penso que esse cuidado não se está a ter em Rio Maior e o resultado é que hoje, a ribeira de São Gregório que também passa em Rio Maior já tem caudal de água e o rio Maior tem as suas nascentes secas.

Para saber mais sobre os eucaliptos na nascente do rio Maior, consulte:
http://rio-maior-cidadania.blogspot.pt/2012/09/eucaliptos-na-nascente-do-rio-maior.html
Para saber mais sobre o rio Maior, consulte:
http://rio-maior-cidadania.blogspot.pt/2010/01/o-rio-maior.html

 

sábado, 27 de outubro de 2012

Cruzeiro em Sourões, Alcobertas

Em Sourões, Alcobertas existe um curioso cruzeiro.
Este Cruzeiro encontra-se mesmo ao lado da paragem das camionetas.
Apesar do seu aspeto de novo, é já bastante antigo.
Nele está inscrito, ‘Pela Alma de Maria Pereirinha P. A. 1908’.
 

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Primitiva Igreja Matriz de Fráguas

É sabido que a atual igreja matriz de fráguas advém de uma antiga capela existente no local. No século XVII os paroquianos de Fráguas tinham a sua igreja matriz bastante degradada e a necessitar de grandes obras. Como essa igreja que tinha por invocação São Miguel, se encontrava afastada da povoação, decidiram não investir mais nela e transferiram a matriz para a capela de Santo António que essa sim, se encontrava no meio da povoação de Fráguas. Parte das pedras, o altar e outros elementos da antiga igreja foram usados na obra de transformar a capela de Santo António em igreja matriz. A inauguração da nova matriz ocorreu em 1622.
Haviam relatos que afirmavam ainda serem visíveis as ruínas da primitiva igreja matriz.
Fui à procura destas ruínas, mas tudo o que encontrei foi um edifício de uma antiga pecuária que foi construído sensivelmente no local em que a igreja teria existido.
A charneca, fica nos Casais da Cheira, entre a travessa e a rua de São Miguel (seguindo pela rua dos Casais da Cheira).
 

Para saber mais sobre a igreja matriz de Fráguas, consulte:

sábado, 20 de outubro de 2012

Fonte em Valbom, Vila da Marmeleira


Em Valbom, Vila da Marmeleira existe uma bica de água, mesmo junto à paragem do autocarro. Simples, mas eficaz.
Esta fonte foi construída em 1992.
 


quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Ponte do antigo mosteiro beneditino

Aproveitando que o rio Maior se encontra seco, fui conhecer melhor a ponte de acesso ao antigo Mosteiro Beneditino em Freiria.
 
 
A ponte é formada por dois arcos e os resguardos são antigas sulipas dos caminhos de ferro.

 
A estrutura da ponte é em tijolos de argila antigos, embora os pilares sejam em pedra.

 
Esta é uma imagem do lado nascente da ponte.

 
A calma que o leito do rio proporciona quando este está seco, pode enganar, pois durante o inverno o rio pode chegar a ter um caudal muito apreciável nesta zona.


Pode saber mais sobre o mosteiro beneditino em:

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Fonte em Casal da Velha

Casal da Velha, localidade que pertence à freguesia de Alcobertas, possui uma agradável fonte.
 
 
Esta fonte encontra-se na zona mais alta do povoado e agrega várias funções num só espaço. Aqui podemos encontrar a fonte com a respetiva bacia, um banco corrido que convida ao descanso, o poço e dois tanques para lavar roupa.
O telheiro abriga ainda um bonito quadro de azulejos pintados, representando cenas campestres.
A fonte sofreu obras de beneficiação em 2005.




quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Área de Serviço de Rio Maior na A15

 
A Área de Serviço da A15 em Rio Maior, foi inaugurada a 1 de Agosto de 2002. Localizada ao quilómetro 24 (23,396) é a única disponível nesta autoestrada.
Esta área de serviço é explorada pela BP e serve ambos os sentidos da A15. Oferece aos clientes vários serviços, como: Abastecimento de combustivel, incluindo GPL; Restauração, Minimercado; Zona de repouso e Parque infantil.


 
Sobre a A15.

 
A A15 é uma autoestrada que liga Caldas da Rainha e Santarém (40km), sendo prevista a sua extensão até Almeirim, ficando assim com 55km de comprimento.
Em termos de inaugurações, é o seguinte:
- Em 1995 o troço Caldas da Rainha, A-dos-Negros com 4km.
- Em Junho de 2000 o troço Santarém (oeste), Almeirim com 10,8km como IC10.
- Em Outubro de 2001 o troço A-dos-Negros, Santarém com 36,2km.
- Em projeto encontra-se o troço Santarém, Santarém (oeste) com 4km.
As saídas da A15 são:
- Saída 1               km 0      Leiria / C.Rainha / Lisboa /Óbidos
- Saída 2               km 4      Gaeiras / A-dos-Negros
- Saída 3               km 13    Landal/ A-dos-Francos
- Saída 4               km 18    Rio Maior (oeste) / Asseiceira
- Saída 5               km 22    Rio Maior (este) / Ribeira S. João
- Saída 6               km 29    Arruda dos Pisões / S. João Ribeira
- Saída 7               km 40    Santarém / Porto / Lisboa
A construção desta autoestrada não foi exemplar, pois ocorreram 9 mortes em vários acidentes ocorridos durante as obras. Só a queda de um tabuleiro em 19 de Janeiro de 2001, matou 4 pessoas e feriu 11 outros operários (este acidente originou um processo em tribunal que resultou na condenação de 11 responsáveis pela obra a penas suspensas entre os dois e os cinco anos).
De referir por último que esta é uma das autoestradas do país com menos tráfego, sendo usada em média por menos de 4 carros por minuto.
O quadro seguinte representa a Taxa Média Diária Mensal da A15 nos anos de 2010 e 2011.


sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Imagens de Fonte Longa

 
A pedido de um filho de imigrantes de Fonte Longa a residir em França, deixo neste artigo algumas fotos da localidade que pertence à freguesia de Alcobertas.
 
Entrada na aldeia pela Estrada Principal.

 
Antiga Escola Primária inaugurada a 18 de Novembro de 1984  e como está gravado numa placa, resultou do dinamismo do presidente da câmara de Rio Maior da altura, Joaquim Pereira de Deus.


 A fonte de Fonte Longa remodelada em 1997, com um bonito painel de azulejos.


 
A Igreja, ou futura igreja de Fonte Longa. Como indicado numa placa, foi inaugurada a primeira fase da construção da igreja de Nossa Senhora da Conceição a 22 de Janeiro de 2002. Na inauguração estiveram presentes, para além das autoridades civis, o bispo de Santarém, Manuel Pelino Domingues e do pároco, Joaquim Ganhão.

 
 
Edifício da Associação Recreativa e Cultural de Fonte Longa.
 
 
Pormenor de uma chaminé degradada.

 
Depósito de água e por trás a Serra dos Candeeiros com os seus geradores eólicos e pedreiras.


Marco geodésico e posto de vigia Pena de Aleixe.

 
Vista da localidade e ao fundo o vale.

 
Vista da pedreira abandonada de basalto com vista sobre algumas casas da localidade.


quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Poço em Quintas

Em Quintas, na freguesia de Rio Maior, existe um poço bem cuidado.
Este poço possui uma bomba manual para extrair água.