Pesquisar neste blogue

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Central hidroeléctrica em Rio Maior




Nos últimos meses, o rio Maior corre em direção ao Tejo com um elevado caudal de água. Ao ver todo este caudal de água lembro que na zona de Rio Maior já existiram muitos moinhos de farinha que utilizavam a força do rio para fazer girar as suas mós, mas também, uma central hidroeléctrica.

Rio Maior já teve uma central hidroeléctrica, inaugurada às 20:00 do dia 30 de Setembro de 1928. Foi ela a responsável pela chegada da electricidade a Rio Maior e entre 1926 e 1928 gastaram-se 391.096$90 (cerca de dois mil euros) para concretizar este velho sonho riomaiorense. A central foi abandonada devido à diminuição do caudal do rio Maior, mas as instalações ainda lá se encontram e deveriam de ser preservadas devido à sua relevância histórica.


O edifício está sem telhado e parte do seu espólio foi vendido como sucata na década de 1980.
No entanto, algum equipamento, como o que fazia mover a comporta, ainda aí está rodeado de silvas. O sistema de transmissão da força motriz também se encontra em bom estado de conservação.





De notar no espaço envolvente é a represa com a sua lindíssima queda de água, a ponte de 4 arcos em pedra e o intricado sistema de canais.


Sendo este espaço de propriedade da Câmara Municipal de Rio Maior, seria de todo louvável aproveitá-lo para voltar a reconciliar o rio com a população. Daria um excelente espaço de lazer.
No mínimo o espaço deveria de ser limpo.

De seguida, fica uma imagem da Central enquanto ainda funcionava.
 

Pode saber mais sobre esta zona em:

Ver video da MaiorTV em: 

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Ranking dos melhores municípios, 2014

Posição da Câmara Municipal de Rio Maior, no ranking dos melhores municípios.

Saiu ontem no Jornal de Negócios a publicação do ranking “City Brand”, que mede o valor das marcas dos 308 municípios portugueses.
Lisboa encontra-se em primeiro lugar e Rio Maior na posição global 136.
As três categorias em análise são Negócios, Turismo e Viver.

Esta página pode ser consultada em: 

Pode encontrar os dados detalhados no pdf da Bloom Consulting, em: 

Existe um outro estudo realizado pela Universidade da Beira Interior sobre “Os Municípios e a Qualidade de Vida” que pode ser consultado em:
http://rio-maior-cidadania.blogspot.pt/2013/01/os-municipios-e-qualidade-de-vida.html

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Esculturas em madeira em Outeiro da Cortiçada



Na rua Nossa Senhora da Ribeira que liga Porto da Vala à Igreja Matriz do Outeiro da Cortiçada, pode-se assistir a uma exposição ao ar livre de esculturas em madeira.

Este espaço pertence a José Costa que aproveita restos de madeira para criar bonitas esculturas. Aqui estão retratadas várias cenas da vida da nossa sociedade, como o cozinheiro que reclama não ter mais com que fazer a sopa que alimenta a sociedade, a vida rural, as touradas, o hóquei em patins, as suiniculturas, as cegonhas, o fado, ...
Estas esculturas não um caso isolado, pois José Costa em mais de 30 anos dedicados à escultura, tem mais de 1500 peças registadas e integrou a Associação dos Artesãos de Lisboa. Este escultor que nasceu em Outeiro da Cortiçada em 1947 expõem regularmente desde 1992 e também é reconhecido fora de Portugal, como demonstra a medalha de prata da Academia Europeia de Belas Artes de Paris, ganha em 1996. Famosos são também os seus presépios esculpidos em raízes de árvores que ainda há pouco tempo estiveram expostos na região.
Um excelente trabalho para apreciar sem estragar.Uma autentica galeria de arte ao ar livre.








domingo, 2 de fevereiro de 2014

Homenagem aos ex-combatentes de Arruda dos Pisões



Foi em Setembro de 2013 que o núcleo de Rio Maior da Liga dos Combatentes organizou e participou na cerimónia de inauguração do monumento de homenagem aos ex-combatentes de Arruda dos Pisões. O projeto foi executado pela Eng. Sofia Arménio.


Este monumento homenageia os locais que combateram na Índia, Angola, Guiné, Cabo Verde, Moçambique, Timor e França. Um total de 51 homens.
A cerimónia de Inauguração foi presidida pelo Coronel Faustino Lucas Hilário, Secretário Geral da Liga dos Combatentes e estiveram presentes Vereadores da Câmara Municipal de Rio Maior, bem como autoridades civis, militares e religiosas representando os núcleos de Alcobaça, Batalha, Leiria, Marinha Grande e Santarém. A Força Militar da Escola de Sargentos do Exército (ESE) veio conferir uma maior solenidade ao evento. Ao todo estiveram presentes mais de 200 convidados.
O monumento ficou localizado no pátio da Junta de Freguesia de Arruda dos Pisões e Posto Médico.
Mais um monumento para que o passado não seja esquecido e que sirva de lição para o futuro.

sábado, 1 de fevereiro de 2014

Capela de S. Pedro em Correias


Em correias, Outeiro da Cortiçada existe um templo cristão cuja inauguração se deu a 19 de Setembro de 1983.
É uma capela simples, com uma pequena torre sineira e situada dentro do largo de festas desta bonita região.